MENSAGEM DE LÍDER DO SACERDÓCIO LOCAL

Uma Atitude de Amor e Serviço

Airline Seats

'Devemos lembrar que compartilhar o evangelho é mais do que apenas falar sobre a igreja. Compartilhar o evangelho é dar de nós mesmos  aos necessitados.'

O Plano de Área África Sudeste de 2018 tem como um de seus objetivos principais, “amar e servir uns aos outros.” À medida que amamos e servimos uns aos outros, nós nos tornaremos como o Mestre cuja vida mortal estava cheio de amor e serviço. A máxima expressão e manifestação de Seu amor foi o Seu sacrifício infinito e eterno para todos nós. 

Uma das melhores maneiras de mostrar o nosso amor não só ao Pai Celestial e Seu Filho Jesus Cristo, mas também por os nossos irmãos e irmãs de todo o mundo é compartilhar o evangelho. O evangelho é a expiação de Jesus Cristo.1 É a boa nova de que fala nas escrituras.2 O evangelho nos dá alegria e felicidade, paz e conforto, direção e esperança. O evangelho nos dá uma vida abundante nesta vida e a vida eterna no mundo vindouro.3

Leí em seu sermão para seu filho Jacó professa exatamente o quanto é importante compartilhar o evangelho. 

“Portanto, quão importante é tornar estas coisas conhecidas dos habitantes da Terra, para que saibam que nenhuma carne pode habitar na presença de Deus a menos que seja por meio dos méritos e misericórdia e graça do Santo Messias” (2 Néfi 2:8). 

O Profeta Joseph Smith disse: “Depois de tudo o que foi dito, o maior e mais importante dever é pregar o Evangelho.”4

Muitas vezes, quando pensamos em compartilhar o evangelho, nos desanimamos, com sentimentos de culpa e medo, nos perguntando se nossos esforços são bons o suficiente. Embora um desejo de melhoria seja bom, o Pai Celestial não quer que vejamos compartilhar o evangelho como um fardo. Em vez disso, deve ser visto como uma grande bênção, uma honra de poder compartilhar com os outros a pérola de grande preço, o maior de todos os tesouros que recebemos. O Élder Dallin H. Oaks do Quórum dos Doze Apóstolos disse: “Compartilhar o evangelho não é um fardo, mas sim uma alegria. O que chamamos de ‘trabalho missionário do membro’ não é um programa, mas uma atitude de amor e divulgação para ajudar aqueles que nos rodeiam. É também uma oportunidade de testemunhar como nos sentimos sobre o evangelho restaurado de nosso Salvador.”5 

Uma coisa que todos nós podemos fazer para compartilhar o evangelho é orar sinceramente e pedir ao Pai Celestial que nos ajude a poder encontrar as pessoas que ele preparou para ouvir a mensagem do evangelho. Recentemente, o primeiro conselheiro Mark S. Palmer da Presidência da Área África Sudeste convidou os setentas da área a fazer exatamente isso. Lembro- me de ir para casa depois de receber este convite, entrar no meu estudo e pedir ao Senhor para me ajudar a falar com alguém que estava pronto. Pouco tempo depois, estava participando de uma conferência distrital em Dar es Salaam, Tanzânia e conversei com Raymond, o motorista que me levou do aeroporto para o hotel em que eu estava hospedado. Conforme falávamos sobre o evangelho, ele mencionou que era estranho, mas apenas um dia antes que ele havia conhecido um outro membro de nossa igreja, Efraim Msane o presidente da missão de Nairobi Quênia e ele também tinha o ajudou a sentir algo especial quando ele falou sobre a Igreja. Eu comentei para Raymond: “Não acha que o Senhor está lhe tentando dizer algo.” Ele concordou. Eu acredito que Raymond foi preparado pelo Senhor para ouvir a mensagem do evangelho e que o Pai Celestial havia respondido a minha oração para encontrar alguém pronto para ouvir a verdade. 

Devemos lembrar que compartilhar o evangelho é mais do que apenas falar sobre a igreja. Compartilhar o evangelho é dar de nós mesmos aos necessitados. É ter fé que o Senhor conhece e ama todos os Seus filhos e que Ele nos usará como Seus instrumentos para abençoar suas vidas. Em uma ocasião, eu e minha esposa estávamos selecionando o assento do avião, eu viajaria para uma tarefa da igreja e me senti impressionado em mover o assento da opção pré- selecionada, para um assento voltado para a frente da aeronave. No dia seguinte, quando embarquei no avião e tomei meu lugar, sentei- me ao lado de uma mulher que me disse que estava viajando para um funeral de um membro da família que cometeu suicídio. Ela estava com o coração partido. Fiquei emocionado com a oportunidade de compartilhar com ela os princípios sagrados do evangelho que a iria confortar e lhe daria paz. Não foi por acaso que, na minha família, eu também tinha recentemente perdido um ente querido para o suicídio e, portanto, era excecionalmente qualificado para fornecer esse conforto e direção que ela precisava. Eu sei que o Senhor me enviou para consolar uma das Suas filhas em um momento extremamente difícil de sua vida. 

Convido cada um de nós a pedir em oração a Deus para nos ajudar a encontrar alguém com quem compartilhar o evangelho. Eu testifico que, ao fazê- lo, Deus responderá às nossas orações e nos levará àqueles que estão prontos para ouvir a mensagem do evangelho. Eu testemunho que compartilhar o evangelho traz grande alegria e é uma das melhores maneiras de amar e servir os outros. Sei que, conforme procuramos ser Seus servos, Ele nos conduzirá para as pessoas que estamos de uma forma única para ajudar e, ao fazê- lo, eles e nós encontraremos a verdadeira felicidade e alegria.

NOTAS

 1. Veja 3 Néfi 27:13–15, 20–21. 

2. Veja Guia para o Estudo das Escrituras; Evangelhos, www.lds.org/scriptures/gs/ gospels?lang=por. 3. Veja João 10:10; 2 Timóteo 1:10; Doutrina e Convênios 10:50; 14:7. 

4. Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph Smith, (2007), 330. 

5. Dallin H. Oaks, “Compartilhar o Evangelho Restaurado,” A Liahona, nov. de 2016, 60.