MENSAGEM DO LÍDER LOCAL DO SACERDÓCIO

Serviço Compassivo

Doctor with Stethoscope

'Ao nos tornarmos membros da igreja do Senhor, devemos ter amor uns pelos outros, pois se tivermos amor, seremos chamados discípulos do Senhor.'

Em março de 2013, participei de uma reunião de Treinamento de Liderança do Sacerdócio, durante a qual o Presidente Dieter F. Uchtdorf declarou que, se quisermos sair da pobreza, devemos fazer três coisas:

- Pagar um dízimo completo e honesto

- Pagar uma oferta generosa de jejum

- Fazer serviço compassivo

Meus queridos irmãos e irmãs, minha mensagem diz respeito ao terceiro ponto do Presidente Uchtdorf: Serviço Compassivo.

O serviço Compassivo é um serviço cercado de amor sincero e profundo pelos outros. Ao tornarmo-nos membros da igreja do Senhor, devemos ter amor uns pelos outros, pois se tivermos amor, seremos chamados discípulos do Senhor (João 13: 34-35). Como discípulos do Senhor, temos o dever de modelar a nossa vida como a do Salvador. A nossa vida tem que ser tal que ninguém pode negar que amamos o Salvador e nos esforçamos para segui-Lo e aplicar Seus ensinamentos. O Salvador nos ensinou o serviço abnegado quando disse: “Vós me chamais Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque eu o sou; Pois se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.”(João 13: 13-15).

Esta Igreja, que é a única igreja do Senhor, é organizada perfeitamente de tal maneira que todo o homem, mulher e criança possa ter a oportunidade de fazer algo de bom para outra pessoa. É obrigação de todo discípulo do Senhor servir e fazer a vontade de Deus. Nosso amor pelo Senhor deve se traduzir em serviço cristão.

O Presidente Thomas S. Monson disse: 'Estamos cercados por aqueles que precisam de nossa atenção, nosso encorajamento, nosso apoio, nosso conforto, nossa gentileza. Somos as mãos do Senhor aqui na Terra, com o mandato de servir e elevar aos Seus filhos. Ele é dependente de cada um de nós.' Devemos fazê-lo sem buscar a glória ou receber a recompensa de nosso Senhor Jesus Cristo. As pessoas na Área África Sudeste tem realmente a necessidade do Evangelho de Jesus Cristo, e sabemos que a Igreja, que é o Reino de Deus na terra, tem uma missão para todas as nações como o Senhor e Salvador Jesus Cristo disse, 'Portanto, ide, ensinai a todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo' (Mateus 28: 19-20). Seguindo esta exortação, se nós, membros do Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, aplicamos os conselhos de nosso profeta, estou convencido de que nosso serviço aos habitantes desta terra mudará seu modo de vida, pois ministrar como o Salvador é a melhor maneira de cuidar e servir aos outros.

Para fazer isso, devemos buscar o amor. Será necessário que cada um de nós busque diligentemente este puro amor de Cristo. Como Morôni descreveu tão bem no Livro de Mórmon: 'De modo que, meus amados irmãos, se não tendes caridade, nada sois, porque a caridade nunca falha. Portanto, apegai-vos à caridade, que é, de todas, a maior, porque todas as coisas hão de falhar— Mas a caridade é o puro amor de Cristo e permanece para sempre; e para todos os que a possuírem, no último dia tudo estará bem.” (Morôni 7: 46-47). Esta é a razão pela qual somos chamados a amar nossos entes queridos, nossos vizinhos, aqueles que nos rodeiam – todos, sejam eles membros da Igreja ou não. Quem sabe, através do nosso serviço altruísta, eles um dia se tornarão membros.

Há anos atrás eu era médico supervisor em um hospital de Lumbumbashi. Um dia, durante a consulta, conheci um casal jovem. O marido acompanhou a sua esposa grávida para me ver. Depois de consultá-la e analisar os exames laboratoriais, diagnostiquei-a com anemia aguda. O curso normal do tratamento seria realizar uma transfusão de sangue, mas ela recusou, pois sua fé – Testemunha de Jeová – proibia tal procedimento. Em vez disso, recomendei um tratamento com medicamentos. Eles confessaram que não tinham dinheiro para pagar pela consulta ou tratamento.

Conhecendo a sua situação financeira, fui à farmácia e comprei todos os medicamentos necessários. Então, fui ao caixa e paguei os exames laboratoriais e outros custos. Quando voltei para o escritório e disse a ela o que havia feito, tinha lágrimas nos olhos dela. Eu disse a ela que sabia intimamente que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo a sustentaria e daria a ela este filho — e que eu oraria para que assim fosse. Um ano depois, no centro de Lubumbashi, vi um casal carregando uma criança vindo na minha direção. Eles pararam e a mulher disse: “Doutor, aqui está a criança que nos ajudou a ter, e nunca esqueceremos o que fez. Muito obrigada'. Com lágrimas nos olhos, levei a criança aos meus braços e silenciosamente agradeci ao Senhor.

O nosso amor pelo Salvador nos incita a servir aos nossos semelhantes, independentemente de sua afiliação religiosa. Devemos saber que eles são filhos de Deus e que temos a honra de servi-los. 

A minha esposa, Séraphine, é uma pessoa incrível. Quando recebeu a sua bênção patriarcal, o Senhor disse-lhe através do Patriarca: 'Você é uma professora, um nobre chamado. Para que possa servir a todos, o seu Pai deu-lhe esse chamado de professora para que você o possa servi-Lo. Sirva-O ajudando a todos, quer sejam membros da sua própria família imediata ou família alargada, quer seja a família do seu marido ou da Igreja, alimenta-os a todos e apoie a todos para que a obra de Deus, o nosso Pai, possa ir avante.'

Desde o momento em que recebeu essa bênção, ela tem servido e alimentado a todos. Ninguém pode entrar em nossa casa e sair sem comer – até mesmo algo pequeno. Vejo a minha esposa a cumprir o seu chamado e realmente tentando mantê-lo assim. Se todos nós fizermos o melhor possível para servir aos outros, a obra do nosso Pai continuará, e o mundo será melhor porque os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estão servindo uns aos outros e ao próximo. 

Sei de todo o coração que o Presidente Russell M. Nelson é verdadeiramente um profeta de Deus. Por muitos anos, ele foi preparado para estar onde está hoje. Também sei que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é o reino de Deus na Terra e que o Senhor a dirige por meio de Seu profeta. É a única Igreja na Terra onde o sacerdócio é mantido por todo homem digno, é a única Igreja na qual um marido, portador do sacerdócio do Senhor, pode impor as mãos sobre a cabeça de sua esposa ou filhos para dar a bênção do sacerdócio.